Vítor Fonseca: “Não espero sair dos Morangos”

Abril 15th, 2011 Comentar   Colocado em: Morangos

Vítor Fonseca

Vítor Fonseca faz um balanço positivo da sua participação como jurado do programa Uma Canção Para Ti (TVI) e garante que adorou ter podido avaliar o trabalho dos jovens cantores. Feliz a nível profissional artista quer ficar no elenco da série Morangos com Açúcar.

– Como foi ser jurado de Uma Canção Para Ti?

– Foi muito bom, mas ao mesmo tempo um pouco difícil porque os miúdos quando saíam acabavam por chorar e ficavam muito tristes. Essa foi a parte que me custou mais. De qualquer modo, senti-me privilegiado por ouvir crianças a cantar tão bem. Alguns pareciam adultos.

– Pesava as palavras quando tinha de dizer alguma coisa menos agradável?

– Claro que sim, porque são muito novos. Aliás, não poderia dizer nada de mal deles, só poderia dizer bem porque se cantam assim nesta idade, quando chegarem à minha vão cantar que nem uns reis e umas divas.

– Que projectos tem em mãos neste momento?

– Estou a gravar a série de Verão de Morangos com Açúcar e, em Maio, vou lançar o meu álbum a solo. Estou a fazer o que gosto.

– Gosta mais de ser cantor ou actor?

– Sou um artista que gosta das três áreas: da dança, do canto e da representação. A minha formação foi de teatro musical e sinto-me confortável em qualquer um destes registos. Por isso, é como pedir a uma mãe para escolher um entre os seus filhos.

– Em relação aos Morangos com Açúcar, gosta deste registo ou preferia mudar?

– Já experimentei outros registos, como novela, mas gosto muito da série Morangos com Açúcar porque tem uma intensidade e uma rapidez que me agrada particularmente. Gosto de trabalhar com pessoas mais novas, de dançar e da parte musical que há dentro da nova série Morangos com Açúcar. Não estou à espera de sair. Estou a aproveitar cada momento.

Fonte: Correio da Manhã

D’ZRT regressam aos Morangos

Dezembro 6th, 2009 4 Comentários   Colocado em: Morangos

Os D’ZRT regressaram ontem à série Morangos com Açúcar (TVI), para gravar a festa de passagem de ano da escola de artes. O Professor Zé Milho (Vítor Fonseca) quis fazer uma surpresa aos alunos convidando os amigos para cantar. O quarteto, formado em 2005 na série, interpretou o tema “Feeling” do último CD gravado pela banda lançado no passado dia 30. “O feedback tem sido óptimo. As pessoas estão a gostar deste trabalho”, revela Paulo Vintém. O grupo fará uma digressão pelas várias lojas da Fnac, espalhadas pelo País. “No próximo ano vamos fazer uma tourné, inclusive pelas Ilhas, e já temos vários espectáculos agendados”, adianta Vítor Fonseca. O regresso aos Morangos foi para todos muito agradável até porque reencontraram velhas amizades.

Fonte: Correio da Manhã

Vítor Fonseca: “Sei lá se faria nudismo”

Agosto 3rd, 2009 1 Comentário   Colocado em: Morangos

– Quando pensa no Verão, qual é a primeira imagem que lhe surge?

– Praia.

– Qual é o seu destino de férias favorito?

– A Costa Alentejana.

– O que não pode faltar na sua mala de viagem?

– A prancha de surf.

– Quais são os maiores prazeres que o Verão lhe propicia?

– Basicamente, as férias.

– Já fez nudismo?

– Não.

– E faria?

– Sei lá!

– Usa protector ou bronzeador?

– Protector, mas não fixo o factor de protecção.

– Prefere água, sangria ou cerveja?

– Água.

– Consegue resistir aos petiscos desta época?

– Não. E o que gosto mais é de caracóis.

– Prefere as noites ou os dias de Verão?

– As noites, em especial as de calor.

– Qual foi o seu Verão mais marcante?

– Não tenho nenhum, especialmente porque estou a trabalhar.

– Qual a praia preferida?

– Praia do Malhão, na Costa Alentejana. Basicamente por ser deserta e ter boas ondas.

– Qual a discoteca preferida?

– Não tenho nenhuma preferida.

– E já agora, qual é o seu restaurante favorito?

– Qualquer um à beira-mar e, sem dúvida, que tenha marisco.

– Qual foi a viagem que mais gostou de ter feito?

– Foi a Pipa, no Brasil. Agradou-me tudo: o local, as pessoas.

– E qual é a viagem que gostaria ainda de fazer?

– A viagem que gostaria de fazer, agora, era à Indonésia.

Fonte: Correio da Manhã