Entrevista a Pedro Barroso

Setembro 9th, 2008 Colocado em Morangos

Tiveste formação circense para interpretares o Mário?
“Não tenho formação nesse sentido. A única coisa que poderia ter feito era formação no Chapitô, mas nunca fiz. Não tive formação a não ser aquela que fui ganhando ao longo dos três meses para criar a minha personagem.”

Então como entraste no espírito de um artista de circo?
“Eu já sabia fazer algumas coisas, tal como cuspir fogo. O actor que fazia de meu irmão tinha tido três anos de Chapitô e houve entre nós muita entreajuda. Fui contratado para fazer um trapezista e não sabia nada sobre isso, ele deu-me alguns dos seus conhecimentos e eu dei-lhe os meus sobre malabares.”

Como aprendeste a cuspir fogo?
“Foi experimentando e por sorte acertei logo na primeira vez, nem queimei cabelo! A partir daí, foi ficando o bichinho.”

Quantos piercings tens?
“Tenho três. Dois deles estão visiveis e o terceiro está escondido, oculto, e não digo onde…”

Nos ‘Morangos com Açúcar’ o Mário apaixonou-se à primeira vista. Isso já te aconteceu?
“Sim. Penso que todos nós já nos apaixonámos à primeira vista, já houve alguém que passou por nós na rua e nos fez olhar para trás. Eu gosto de andar na Baixa de Lisboa a olhar para as pessoas porque muitas vezes acontecem aquelas paixões de momento, que não têm de ser só por pessoas, mas sim por coisas ou por paisagens. Acredito que duas pessoas se apaixonam com um olhar, num primeiro instante.”

É verdade que para ti as cenas mais dificeis são as amorosas?
“Quando percebi a personagem que ia fazer fiquei um pouco assustado, até porque é bom fazer de apaixonado e ter as emoções à flor da pele, e isso fez com que gostasse bastante deste papel.”

Foi por influência da tua namorada (a actriz Leonor Seixas) que quiseste tornar-te actor?
“Não. Foi um caminho que fui traçando sozinho. Quando entrei para a Elite nunca quis ir logo para o departamento de moda. De qualquer maneira, concorri ao Elite Model Look porque achei que podia facilitar o meu caminho. Depois do curso de ‘piercing’ fiz um de fotografia e um workshop de teatro que mexeu muito comigo. Ao entrar para a Elite disse logo que queria representar. Sempre que posso faço cursos e workshops de teatro e de representação, pois tenho que obter o mesmo ‘background’ das pessoas que terminaram o 12º ano e foram estudar teatro.”


3 Comentários em “Entrevista a Pedro Barroso”

  1. sara Says:

    Fixe



  2. sara Says:

    E pena nao teres mais comentarios a nao ser eu



  3. Ana Says:

    ex bue linduh…@doru-t <3



Deixa um comentário